terça-feira

O empreendedorismo pode transformar a realidade do Brasil

'Qual é o seu sonho?' Esta é a pergunta feita pelo professor e escritor mineiro Fernando Dolabela a crianças e adolescentes em escolas de todo o Brasil que contam com o programa Pedagogia Empreendedora. A resposta à questão pode revelar um empreendedor. "A pessoa empreendedora sonha e corre atrás para realizar o seu sonho", afirma. Certa vez, ao perguntar aos alunos do ensino fundamental quais eram seus sonhos, Dolabela se deparou com uma resposta em coro: "Sonho em ser aposentado." A resposta, segundo o professor, reflete a falta de estímulo ao empreendedorismo no País. "As pessoas procuram uma renda vitalícia, seja por emprego público ou casamento", alega. "Elas buscam amarrar sua égua na sombra e viver às custas do governo."

A Pedagogia Empreendedora é uma metodologia de ensino voltada para a educação básica, com a estratégia didática para desenvolver a capacidade empreendedora de estudantes da educação infantil ao ensino médio. Segundo ele, a pretensão é que o aluno seja empreendedor em qualquer área que escolher como profissão. Dolabela, que mora em Belo Horizonte, esteve em Maringá, para participar do V Congresso Brasileiro de Administração. A seguir algumas de suas posições e opiniões.

O que é ser empreendedor

É a capacidade de oferecer valor positivo para a comunidade. Significa inovar para melhorar condições de vida. É quando um indivíduo produz algo novo com o objetivo de melhorar a vida de todos. O empreendedorismo é um fenômeno coletivo. E é um processo de enriquecimento da sociedade. Com isso, a gente pode promover tanto o crescimento econômico como a distribuição da riqueza gerada por esse crescimento. Não basta só o crescimento econômico, é preciso que ele seja distribuído e que chegue a todos. O Brasil nunca foi um País desenvolvido, apesar de ter sido o País com o maior crescimento do mundo. Quando o Brasil cresce, não necessariamente a base da população sente os efeitos positivos desse crescimento.

Como o empreendedorismo pode transformar a realidade do Brasil

É por meio do empreendedorismo que se gera riqueza. O empreendedor é alguém que transforma conhecimento, talento e criatividade em riqueza. É a pessoa que cria novos valores econômicos, que promove a construção, a evolução e o dinamismo da economia. O empreendedor é alguém que cria e destrói o velho. Quanto maior o número de pessoas oferecendo novos produtos e novas qualidades de vida, mais o País se desenvolve. O País estagnado é incapaz de desenvolver e dinamizar o potencial empreendedor dos seus habitantes.

O brasileiro é um povo empreendedor

Ele tem potencial empreendedor, mas é um povo cujo potencial é amordaçado pelo governo. O empreendedor precisa de um contexto cultural, social e econômico favorável. É como uma rosa que precisa de condições específicas para florescer. No Brasil, por melhor que seja a muda da rosa, o ambiente é negativo. O governo não está interessado em criar condições para que o empreendedor surja e cresça.

Qual país é favorável ao desenvolvimento do empreendedorismo?

A China. Apesar de ser comunista e autocrata, a China entendeu que é preciso combater a miséria e crescer por meio do empreendedorismo. É um país ditatorial, onde as liberdades são restritas, mas que tirou milhões de habitantes da miséria. Não é modelo para ninguém no que diz respeito à liberdade, mas é exemplo para quem quer combater a miséria.

É possível desenvolver esse conceito

O empreendedorismo é um potencial de todo ser humano. Ser empreendedor significa criar uma imagem do futuro e ter condições para transformá-la em realidade. Esse potencial está presente em qualquer pessoa, só precisa ser dinamizado. Todos nós somos capazes de empreender.

A importância de expandir essas noções nas escolas

O empreendedorismo é a forma do sujeito ver e se relacionar com o mundo. As pessoas podem ter várias atitudes diante do mundo. A mãe pode dizer para o filho: 'Procure uma coisa que garanta o seu futuro: faça concurso público.' Ela pode dizer também: "Filho, tente fazer algo importante para melhorar a vida das pessoas."

É preciso fazer com que as crianças tenham os valores empreendedores estimulados, conversar sobre a capacidade de enfrentar riscos, de aceitar as incertezas e de não ter alto níve l de prevenção à incerteza. As pessoas que têm medo do incerto vivem em um mundo irreal. Ninguém pode construir uma vida com medo e fugir de riscos. O empreendedor também não gosta de riscos, mas ele tem consciência que o risco existe e é inevitável. Quem não é empreendedor acha que o risco pode ser evitado. É uma pessoa que procura uma renda vitalícia com um emprego público ou um casamento. Ela busca amarrar sua égua na sombra. A vida não fica interessante e nem desafiadora para quem passa por aqui com a única proposta de se dar bem financeiramente.

1 comentários:

Nacir Sales disse...

A MINHA EMPRESA foi objeto de noma indicação no post semanal DOMINGO É DIA DE BLOG publicado no Dr. Negociação deste final de semana.
Espero que gostem.
http://www.adequacao.com.br/blog

Estamos realizando um teste de duas perguntas para prova de que a crise não existe no grau badalado pela mídia. São só duas perguntas para demonstrar que os leitores se converteram em Consumidores da Crise. Teste aqui também! Queremos provocar uma anti-contaminação viral na blogosfera. Conto com vocês!

Postar um comentário